sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

Presentes cor da terra

Por Ana Inês
repórter mãe de Íris, Davi e Caio




Embora seja um costume, reconheço que estimular os pequenos à solidariedade não é apenas juntar os brindes de lanchonetes ou aqueles brinquedos que não entram mais nas brincadeiras e fazer doações em saquinhos de presentes. A cada dia torna-se mais importante cultivar a tal da “responsabilidade social” e mesmo com um nome tão sério e badalado, nos faz encarar a economia de custos, consciência ambiental e o reconhecimento aos valores culturais.

Falo isso porque encontrei exatamente o que eu queria para presentear a todos (avó, pai, mãe, irmãos, sobrinhos e amigos...) numa busca descompromissada pela internet. Procurava por um CD antigo, que perdemos junto a um equipamento de som roubado (há uns anos) e sempre quis reaver. Era o primeiro CD - Roda que Rola (escute algumas músicas) - do coral dos Meninos de Araçuaí , organizado pelo grupo Ponto de Partida. Já havia procurado essa "iguaria mineira" em muitas lojas de música e produtos pedagógicos mas, em mais de três anos, não obtive sucesso.

Assim, entrei no site da Cooperativa Dedo de Gente e descobri muito mais: cartões de natal desenhados com terra de formigueiro, carvão, urucum e outras tintas naturais;; bonecas de pano, jogos pedagógicos, esculturas e peças utilitárias em ferro, bambu e madeira; bordados, doces, licores, geléias naturais e outros tantos feitos artesanais. Percebi que, ao adquirir tamanhas riquezas, estaria me deliciando e, de quebra, estimulando a arte em crianças e adultos e ajudando a amadurecer um projeto enriquecedor, que envolve diversas famílias, escolas e comunidades. Pessoas que, ao presentear alguém, posso de longe desejar um Feliz Natal e um Ano Novo de grandes produções.

Os produtos são feitos em “fabriquetas” onde trabalham artesãos do Vale do Jequitinhonha e do Norte de Minas Gerais. A Cooperativa fica na cidade de Curvelo, mas distribui seus produtos exclusivos pelo mundo afora. Vale conferir!


Nenhum comentário: