sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

Brincar&Aprender - num cantinho gostoso...

Por Ana Inês
Repórter mãe de Íris, Davi e Caio
Esta é nossa nova seção: Brincar&Aprender, para falar exatamente sobre (...) o que o nome já diz...
Essa semana, correndo pra lá e pra cá, não tive tempo de acompanhar os meninos nas tarefas de casa. Íris já tira de letra, mas Davi ainda não conseguiu criar rotina, nem muito menos independência. Deixo os dois fazendo as “lições” e quando chego pro almoço (antes de levá-los pra escola), Davi chega dizendo que precisa de mim pra terminar algumas questõezinhas... “Parei pra brincar um pouquinho com Caio”, explica cheio de razão.
Terça-feira, depois de arrancar duas folhas do caderno de matemática de Davi, pra que todos entendêssemos melhor os problemas por ali (e pasmem: ele não reclamou!), comecei a brincar com objetos e cores, adesivos e lápis de cor, pra que tudo ficasse dentro das margens e dos quadriculados...ele adorou!

Pois é...resolvi que a solução é transformar tudo (ou quase tudo) em brincadeira, aprendizado e até... em posts no repórter mãe. O “causo” da semana é que montei um “escritório” pra cada um. Íris voltou a ter sua mesinha de estudos no quarto - não dá pra ficar estudando na mesa da sala, enquanto Caio quer assistir a um desenho ou fazer barulho com algum brinquedo e Davi se desconcentra. Pra eles, montei na varanda um lugarzinho bem legal: as gavetas, que guardavam sapatos, passaram a ter massinha de modelar, legos, carimbos, lápis e papel. A mesinha - que hora está por lá, e hora em qualquer canto da casa - ainda dá pra os dois e, quando Caio cansa de riscar e rabiscar, vai brincar no tapete de borracha, com o cavalinho e um tantão de coisas... Daí, quando Davi precisa de um lugar mais sossegado vai estudar no quarto, onde virei duas torres de estantes e transformei em bancadas, na medida certa, tanto pra decoração quanto pra um ambiente utilitário.

Pronto, os primeiros passos foram dados e funcionou! Hoje, enquanto Davi pesquisava sobre a alimentação de alguns animais, Caio ajudou trazendo suas, zebras, girafas e elefantes... Semana que vem tenho reunião e vou saber o que a professora está achando dessa nova tentativa de evolução. O final de semana também nos reserva novidades: depois da seção de hoje sobre Aprender & Brincar teremos também um campeonato de futebol de botão muito esperado nesses últimos dias – não pelos filhos, mas pelo pai e pelo tio. Daniel e Fabiano voltaram ao campo da infância, resgataram os botões com mais de 25 anos de história e marcaram um duelo para o domingo. Garanto que o sábado vai ser de concentração e eu, de repórter mãe, vou colocar em prática a idéia de sempre trazer para o Blog um pouquinho dessas brincadeiras e brinquedos populares que temos orgulho em reapresentar à nossa nova geração.

5 comentários:

Mariana Galiza disse...

Oi Ana! Estou super em falta com meus textos... Pra variar adorei o seu. E, nestes dias de chuva incessante, temos que criar ambientes bem legais dentro de casa para atender aos anseios dos pequenos por diversão, não e?

Vamos promover mais encontros. O enrique se deu muito bem com o Caio - coisa um pouco rara nesta fase do "é minha"! ;-)

beijo

Bárbara e Ellen disse...

Gostei da idéia em ensinar e brincar... Nada mais legal que fazer isso mesmo...

Adorei a idéias dos móveis... Tem mais é que criar idéias mesmo...

Beijos!!!

E quero saber tudo do campeonato de futebol de botão, meu irmão ama...

Bom final de semana!!! : )

Nilza Maria disse...

Ana Inês,
a sua participação na vida das crianças é digna de elogios e deve servir de exemplo.
As maravilhosas vivências que elas hoje estão experimentando com certeza lhes darão no futuro frutos sádios.
Um abração para todos,
Tia Nilzinha

casadadaniela disse...

Ana, vim retribuir a visita e encontrei um blog super legal! Volto sempre!
Brincar é muito gostoso, né? Aprender brincando então, muito mais legal!
Beijos!

luma disse...

Ana, está idéia de criar um ambiente de estudo é super válida. Eles vendo você se dedicar à isso, perceberão a necessidade de estudar, ler, enfim, a responsabilidade de iniciar as tarefas escolares sozinhos. Como diz minha mãe, desde criança que se torce o pepino. Beijus